DIAGEO twitter facebook google plus

Fique por dentro

Voltar à home

24 / out / 2013
Projeto Glass is Good

Projeto inédito de coleta seletiva para garrafas de vidro reúne fabricante, distribuidor, catadores, além de bares e restaurantes.

Iniciado em novembro de 2010, pela Diageo, grande importadora de bebidas, o Glass Is Good é um projeto piloto de logística reversa que tem como objetivo dar um destino adequado ao vidro. Em seis meses, quase 1 milhão de garrafas foram coletadas, recicladas e transformadas de novo em produto.

O processo envolve fabricante, distribuidor, catadores, bares e restaurantes, e se dá pela seguinte dinâmica: as garrafas vazias são armazenadas pelos estabelecimentos participantes, ficando a cargo de uma parceira do projeto a coleta destas garrafas, no caso a Cooperativa Vira Lata, que separa o vidro por cor e o tritura em máquinas fornecidas pela Diageo.

O vidro triturado segue para uma outra parceira do projeto, a Owens-Illinois, fabricante de embalagens de vidro, responsável pelo reaproveitamento do material na produção de novas embalagens. O programa gera beneficio ao meio ambiente, coletando os resíduos recicláveis, e também sociais, pois a renda obtida com a comercialização dos cacos fica para os cooperados.

Segundo a Cempre, o Brasil descarta anualmente 980 mil toneladas de vidro e somente 40% desse material é reaproveitado. O vidro pode ser 100% reciclado e por quantas vezes forem necessárias, sem perder suas propriedades, além disso, mesmo não reagindo quimicamente com solos e rios, o vidro leva 4 mil anos para se decompor na natureza.

Os benefícios da reciclagem do vidro incluem a conservação de matéria-prima (retirando menos areia do meio ambiente), a redução do consumo de energia, de água e da emissão de CO2 na produção de novas garrafas, além da redução do volume de resíduos enviado aos aterros, aumentando sua vida útil.

No final do processo, a indústria também sai satisfeita. Os cacos de vidro que chegam são fundidos e derretidos com outras matérias-primas para a fabricação de novos vidros. “A empresa chega a reduzir 2,5% de energia com o material reciclado. A matéria-prima virgem gasta muito mais energia para ser derretida”, explica Ricardo Leonel Vieira, diretor de marketing da Owens-Illinois Brasil, fabricante de vidro parceira no projeto.

E o ciclo se complementa. “A aproximação com o projeto foi natural. A parceria cria conscientização para muitas pessoas, de nossos funcionários até transportadores, catadores e consumidores.”

Fonte: Vidrado